fbpx

Objetivo Profissional: destaque-se na hora de criar o seu (COM EXEMPLOS)

Feito com carinho por:

Vinicius Rodrigues
25 de novembro de 2018

Antes de falarmos sobre sobre o objetivo profissional, você já sabe que o seu currículo é a primeira chance que você tem para causar uma boa impressão em um possível empregador, não é?

Cada tópico dentro desse documento significa uma forma de ganhar a atenção do entrevistador e da empresa que você busca a vaga.

Por isso, é importante saber como fazer um currículo perfeito, ou pelo menos um currículo que beire a perfeição. Isso certamente aumentará as suas chances de conseguir um encontro cara-a-cara com o recrutador, então vale a pena dedicar um tempo gentil pensando em como você vai estruturar o conteúdo e a apresentação desse documento.

Será que existe segredo?

Bem… não há fórmulas mágicas nem feitiçaria, mas a Know-How conhece sim alguns truques para potencializar suas chances de impressionar o RH.

Monte um currículo criativo em poucos minutos, utilizando essas dicas matadoras!

Travou na hora de ser entrevistado? Veja aqui como falar TUDO que o entrevistador quer saber com uma comunicação impecável!

No post de hoje falaremos sobre um dos tópicos mais importantes na hora de montar o seu currículo: o objetivo profissional.

Já ficou em dúvida sobre o que escrever ali? É para ser algo mais pessoal ou mais técnico? Precisa ter a ver com a empresa?

Vamos responder essas e outras perguntas abaixo, além de dar exemplos práticos que você pode simplesmente copiar, editar para as suas necessidades e colar diretamente no seu currículo.

Então, vem!

O seu objetivo profissional importa, mas onde ele entra no currículo?

Se você chegou até aqui é porque tem dúvidas quanto ao seu currículo, e principalmente o que pôr no objetivo profissional.

Relaxa, antes de falarmos sobre esse tópico, queremos te ajudar a olhar seu currículo de cabo a rabo e dar uma geral para deixá-lo 100%. Em um mercado competitivo como o de hoje em dia, não pode haver espaço para brechas e erros e se você quer arranjar um novo emprego ou se reinserir no mercado de trabalho, tem que ter o melhor currículo, de uma forma sucinta e prática.

Estruturar as informações corretamente é o melhor passo para conseguir essa chance. Na verdade, estudos indicam que mais de 80% dos currículos enviados são descartados na hora. Sim, a cada 10, 8 vão direto para o lixo!

Os motivos? Falta de foco sobre o que é a vaga, o perfil ideal e, claro, o objetivo profissional.

Você quer se tornar parte comum dos 80% ou se inserir nos 20% que conseguem a vaga simplesmente com algumas dicas que vamos dar abaixo? Acho que já temos uma resposta, não é?

Existem 3 pontos estruturais que precisam estar no currículo para que o objetivo profissional faça sentido.

Vamos dar uma olhada neles abaixo:

Informações Pessoais

Antes de sair colocando qual é o seu objetivo profissional, você precisa começar pelo básico: pelas informações pessoais.

Ah, parece fácil não é?

Mas muita gente erra já nessa parte.

Evite colocar informações pessoais demais ou que não façam sentido.

Vá pelo básico:

– Nome completo;
– Endereço completo;
– Contatos (telefone fixo e celular);
– E-mail;
– Idade;

Pronto. Esses 5 pontos já respondem quase todas as perguntas sobre as suas informações pessoais que o RH possa ter sobre você. Qualquer outra dúvida vai ser tirada na hora da entrevista, ou durante uma ligação.

Não vá encher linguiça!

Experiência profissional

Outro ponto que muita gente erra também quando vai criar o currículo. De nada adianta criar um objetivo profissional maravilhoso, se ele não tem nada a ver com as suas experiências no mercado de trabalho.

Por exemplo: supondo que você crie um objetivo profissional de se tornar um gerente, porém nunca passou de um profissional de nível pleno.

Consegue ver que tem uma diferença bem grande entre o que você DESEJA e o que você tem NA MESA?

Por isso, tome cuidado e crie uma experiência profissional que tenha a ver com a vaga.

Lembre o que você já fez nos seus outros empregos que possa saltar aos olhos do RH e fazê-lo pensar que você é o profissional certo.

Na hora de escrever seu objetivo profissional, alinhe-o diretamente à sua experiência.

Dessa forma você monta uma currículo que tenha sentido e coerência!

Formação Acadêmica

imagem de objetivo profissional e formacao academica

Pasme: a formação acadêmica também influencia diretamente no objetivo profissional.

Por exemplo: não adianta querer entrar em um cargo de analista de uma área específica, se você ainda está no meio da faculdade, certo?

Como todos os outros 2 fatores acima, a formação acadêmica precisa estar super alinhada com o seu currículo.

Coloque o seu grau de escolaridade, seja completo ou incompleto, o nome da instituição e a data de formatura.

Nesse tópico não tem muito mistério. Só não vale ter uma formação acadêmica de biologia, por exemplo, e querer uma vaga de engenharia social.

Vai se tornar parte dos 80% descartados certamente!

A hora H: Deixando claro o seu objetivo profissional!

imagem de objetivo profissional e foco

Deu uma checada nos 3 tópicos que colocamos acima? Acha que tá tudo certinho e pronto para passar para a próxima fase?

Ok, então agora sim é a hora de montar o seu objetivo profissional, com as nossas dicas.

Nunca deixe o objetivo em branco

Deixá-lo em branco é como dizer para o RH que você não sabe qual é o seu objetivo profissional na empresa, ou pior, que você não se importa com o objetivo e aceita o que vier.

Você não precisa pôr as suas intenções no objetivo

Outro erro fatal: a maioria das pessoas acredita que a área de objetivo profissional serve para colocar as intenções que vão ter com a empresa. É aquela clássica frase:

“O meu objetivo é ajudar a empresa a crescer através dos meus esforços e conhecimentos e crescer junto com ela” Que atire a primeira pedra quem nunca fez um currículo mais ou menos assim.

imagem de objetivo profissional e curriculo
Porém, esse tipo de abordagem não é a correta. Ela fala muito e não quer dizer nada.

O RH e a empresa não estão interessados se você quer contribuir com o sucesso dela ou se vai colocar seus conhecimentos em prática.

Eles simplesmente querem saber o que você deseja com a vaga.

Sim.

Eles querem saber, de uma forma sucinta, porque você quer aquela vaga e pronto. Nada de aumentar ou criar frases mirabolantes.

Veja alguns exemplos abaixo de objetivos profissionais CORRETOS:

A) Trabalhar na empresa exercendo a função de gerente comercial, através da minha experiência profissional de 5 anos na área de gerência de pessoas e projetos comerciais.

Veja como nesse exemplo informações como: experiência profissional e objetivo de cargo estão claras.

É uma mensagem simples: quero a vaga de gerência, tenho experiência na área de gerenciamento de pessoas e projetos comerciais, logo pareço qualificado para trabalhar nessa vaga..

B) Me tornar um analista operacional desenvolvendo projetos de aumento de produtividade, redução de custos e entrega constante de resultados.

Olhe como nesse exemplo está bem claro também qual vaga o profissional quer e quais são seus objetivos principais. Não tem nada ali como: “doar meus conhecimentos”, “desenvolver minhas técnicas” ou algo do tipo.

Existem informações práticas: qual vaga o profissional quer e quais são seus objetivos práticos entrando naquela vaga.

Aí cabe ao RH decidir se esses objetivos estão em contexto com o que a empresa quer, mas o profissional deu uma direção sobre o que ele pode fazer. Ele deu um…. objetivo!

C) Desenvolver, através da vaga de coordenador financeiro, projetos que ajudem a empresa com a sua responsabilidade fiscal, controle de orçamento e redução de custos, através do gerenciamento de uma equipe transparente e responsável.

Apesar de ser um exemplo bem maior, essa frase também diz muito.

Se analisarmos, podemos ver que o objetivo é conseguir a vaga de coordenador financeiro, desenvolvendo projetos (ou seja, fica implícito que esse profissional já fez isso antes) e gerenciando uma equipe através de dois valores: transparência e responsabilidade.

Em resumo: o profissional se diz capaz de desenvolver projetos, gerenciar pessoas e processos e deixa claro dois valores que tem altamente a ver com uma área financeira: transparência e responsabilidade.

Pronto para escrever um objetivo profissional incrível?

Não tenha medo de escrever, só seja objetivo

Você pode escrever um objetivo profissional grande, médio ou pequeno. Não tem problema.

O que é necessário se atentar é a objetividade que esse tópico vai passar para o recrutador.

É aquela velha história de falar muito e dizer pouco.

O seu objetivo profissional tem a ver com a vaga? Tem a ver com a sua formação acadêmica? Tem REALMENTE a ver com as suas habilidades técnicas?

Ok, então está correto.

O erro é criar uma descrição que seja muito ampla ou que abra espaço para interpretações que não façam sentido para a vaga.

E isso é o que a maioria das pessoas fazem.

Para fechar, segue um checklist para você fazer na hora de montar o seu objetivo profissional. Olhe item a item e veja se ele está alinhado com os nossos pontos.

Checklist para a criação de um objetivo profissional ótimo!

1 – Quantos cargos você está colocando no seu currículo? Você pode colocar mais que um sem problemas respeitando apenas que sejam da mesma área.

Áreas diferentes demonstram para o RH que você aceita qualquer coisa e não tem uma habilidade específica para nenhuma das propostas.

2 – Você está utilizando termos do mercado ou termos técnicos? Sempre escreva de uma forma simples. Quanto mais complexa a vaga, mais barreiras podem existir para o RH entender 100% sobre o que aquela vaga é.

Seja simples e explique de uma forma clara, com termos de mercado, o que você quer.

3 – Você precisa colocar o nome da vaga dentro do objetivo profissional. Se a vaga é para analista financeiro sênior, coloque este termo em algum lugar dentro do objetivo profissional.

É uma forma de reforçar que você quer a vaga e entende perfeitamente o cargo e suas especificidades.

4 – Alinhe sempre os outros tópicos com o seu objetivo profissional. Lembra que lá no começo do texto falamos sobre a importância da formação acadêmica, informações pessoais e experiências profissionais?

Então, esses 3 tópicos são SUPER importantes de estarem alinhados entre si e entre o seu objetivo profissional. Crie um currículo que tenha coerência e o RH vai gostar disso!

É, objetivos profissionais não são bichos de sete cabeças, apesar de serem super importantes na hora de uma entrevista de emprego.

Saiba como criá-los e você irá impressionar qualquer RH com uma objetividade de dar inveja e uma mensagem clara: eu sou o profissional para essa vaga.

Mas, se você ainda estiver na dúvida sobre como deixar o restante do seu currículo perfeito ou quais são as 50 perguntas que aparecem em entrevistas de emprego, é só acessar os nossos links!

Esperamos que tenham gostado, e caso tenham alguma dúvida sobre como criar o seu objetivo profissional personalizado, deixe abaixo nos comentários ou acesse o nosso grupo de Whatsapp!

Até a próxima!

2019-01-08T21:10:22+00:00