Garanta sua Vaga a Entrevista de Emprego

Feito com carinho por:

Cristiana Fernandes
11 de março de 2019

A entrevista é a última etapa de um processo seletivo, e diferente de algumas outras etapas (como a dinâmica de grupo, por exemplo), ela sempre está presente.

Não existe nenhuma contratação que não passe por uma entrevista, e por isso mesmo ela é previsível. Pelo fato dela sempre estar presente, parece ter virado clichê. Se você colocar no Google rapidamente, vai entender o que eu estou falando. Parece que todas as pessoas procuram em uma mesma fonte em busca das respostas perfeitas para as perguntas de uma entrevista. Devido ao número elevado de desempregados no Brasil, as empresas têm se mostrado cada vez mais rigorosas nos processos seletivos. Exatamente por isso minha ideia é ajudar vocês a fazerem diferente, abrir a mente e fugir de respostas prontas. O foco aqui é dar uma visão diferenciada sobre as entrevistas de emprego.

Vamos falar sobre preparação.

No mês de Janeiro nossa equipe disponibilizou um eBook completo, com mais de 30 páginas, pra ajudar nossos alunos a criarem o currículo perfeito. Quando pedi o feedback das pessoas que tinham baixado, algumas deram nota mínima alegando que queriam um modelo pronto de currículo. Nada contra, mas dificilmente essa pessoa vai conseguir um emprego, porque ao mesmo tempo que as pessoas reclamam da falta de emprego, elas não se preparam estrategicamente pra conseguir um. A Robert Half, uma empresa de recrutamento e seleção, fez uma pesquisa que mostrou que o brasileiro é o povo que menos se prepara para uma entrevista de emprego.

Hoje em dia, quando participamos de um processo seletivo, existem duas pré etapas: recrutamento e seleção. O recrutamento acontece quando a empresa abre a vaga. A ideia do recrutamento é atrair o maior número possível de pessoas qualificadas para aquela vaga, é o momento que você envia o currículo para a empresa. A partir daí, começa a etapa da seleção, na qual acontece a escolha do candidato ideal, e começam as etapas específicas da seleção que podem variar bastante, como: teste psicológico, dinâmica de grupo, teste de inglês, teste de raciocínio lógico, etc. A etapa da entrevista, como dito anteriormente, sempre estará presente, e muitas vezes são várias entrevistas, com o pessoal do RH, Headhunters, com o gestor da área, enfim…

Existem 3 tipos de entrevistas:

estruturada, não estruturada e por competência.

  •      A entrevista estruturada é a mais comum e acontece quando o recrutador se baseia em um roteiro previamente estabelecido e segue esse roteiro, fazendo perguntas ao candidato.
  •      A entrevista não estruturada é solta, não segue um roteiro. Ela não tem uma estrutura pré-definida e, nesse sentido, segue conforme a conversa for se desenrolando.
  •      A entrevista por competência: A entrevista por competência está se tornando cada vez mais comum e nela o recrutador espera que você comprove suas competências com atividades que você já desempenhou anteriormente.

A técnica que vou te ensinar vai te ajudar a responder qualquer tipo de pergunta em qualquer tipo de entrevista com as suas competências, porque nesse modelo você fala sobre o seu passado, e com isso, seu recrutador consegue fazer uma projeção para o futuro.  As suas competências são suas vantagens competitivas e você deve ter as competências que a vaga exige. Parece fácil, mas a virada é entender qual é a competência que a empresa quer.

Conhecimentos diz respeito ao que você sabe, as habilidades são o “saber como” e as atitudes são o “querer fazer”.

Os conhecimentos e habilidades estão mais difundidos, as empresas muitas vezes contratam profissionais que não necessariamente sabem como realizar uma determinada atividade e esse profissional pode aprender e não terá problemas. Ou seja, esse profissional terá adquirido o conhecimento e a habilidade daquela determinada atividade. O maior gap das competências é a “atitude”, o querer fazer.

O método DAR, serve para montar uma estrutura para responder perguntas de entrevistas por competência:

D- Desafio

A – Ação

R- Resultado

Você precisa responder à qualquer pergunta que o recrutador fizer pensando nesse método, basta descobrir qual a competência que a empresa quer.

Existe um leque de competências. Existem as competências macros, e, a partir delas, se desdobram em competências menores. Essa lista não está em ordem de importância, ou seja, ter a competência de gestão de pessoas não é mais importante do que o raciocínio lógico, por exemplo. As empresas precisam ter certas competências pra sobreviver e pra manterem uma vantagem competitiva em relação aos seus concorrentes. Segue a lista das competências macros:

Se você acha que não sabe como identificar as competências, você precisa ler com atenção o que a vaga pede, pra saber comunicar isso na hora da entrevista. A empresa tem as competências dela, que, quando não apresentadas de cara, aparecem de forma subliminar através das atividades da vaga. Analisando com calma e atenção as atividades, como por exemplo “estimular os colegas a alcançar resultados”, você é capaz de deduzir que as competências que aquela vaga necessita são liderança e trabalho em equipe.

Na prática, duas atitudes que você pode tomar são:

. Criar um perfil no LinkedIn – Após pesquisar uma vaga de interesse no LinkedIn e ver quais são os pré requisitos e o perfil, descendo mais um pouco você consegue ver quais são as competências que a vaga procura em um candidato. Se você tiver colocado na área das suas “competências e recomendações” liderança de equipe e a competência exigida pela empresa seja liderança de equipe, aparecerá uma marcação em azul dessa competência, mostrando o que vocês já têm em comum. Caso você observe algumas competências que você não possui não tem como fugir, você vai precisar desenvolvê-las.

. Caso você não possua o LinkedIn (e eu sugiro que você crie um o quanto antes), ao pesquisar uma vaga no Google (o próprio Google tem uma sessão “Google Empregos”), você vai analisar as atividades e ver qual competência a vaga está pedindo.

A entrevista pode ser sua única chance, principalmente aqui no Brasil. Por isso, eu peço que você me prometa apenas uma coisa: você vai estar preparado quando essa hora chegar. Desafio, ação e resultado… tenha sempre isso em mente e você irá longe. Boa sorte e conte com a Know-How!